sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

River City field!



video

Um homem desempregado é um homem a mercê das oportunidades...
E, partindo dessa premissa, tive a oportunidade – isso por que por ora não preciso me preocupar em trabalhar – de visitar RIO DO CAMPO: Uma cidadezinha pacata aí do “SULDOESTE” de Santa Catarina.
Dona de paisagens belíssimas, a cidade, além de tudo, cultiva em seus cidadãos – na verdade são os cidadãos que cultivam isso na cidade – a SIMPLICIDADE.



Proseando com as pessoas por lá, consegui perceber no ENORME contraste cultural que a cidade apresenta com relação à Joinville (cidade que moro), que alguns VALORES não devem ser esquecidos. Destes, um que Aprecio particularmente e que percebi nas pessoas por lá (pelo menos com as que conversei) é a HUMILDADE.

Sério, se existe uma coisa que aprecio em uma PESSOA é a capacidade desta de não esquecer que faz parte da condição HUMANA, e, sinceramente, encontrei bastantes HUMANOS por lá. Dentre esses Seres, um me chamou a atenção de uma forma Fraternalmente bonita: Dona Ernestina.
Senhora dos seus aproximadamente 70 anos de idade, Dona Ernestina era além de MUI simpática, um exemplo de Humildade vivo (a).

Logo que a conheci, ela me apertou a mão com um sorriso tão terno entre os lábios que cheguei a desconfiar que ela fosse a minha Vó (só depois de raciocinar um pouco e de lembrar que minhas vós já faleceram é que pude entender que se tratava de Dona Ernestina mesmo). Beijei-lhe a face num gesto de educação e, do nada, ela me puxou e me abraçou dizendo que ME AMAVA! Meio sem jeito com a “Declaração amorosa” de Dona Ernestina, recuei um pouco e pude notar entre seus lábios que permaneciam meigamente esticados, dois Dentes de OURO – mais precisamente, os Caninos superiores.

Papo vai e papo vem, e fiquei sabendo que Dona Ernestina gostou de mim logo que me viu. Disse-me ela sem arredores:

- Você é especial pra mim! Por isso te olho tanto!

Com o receio de que estivesse sendo Paquerado por Dona Ernestina, perguntei:

- Ué, e por que Dona Ernestina?

- É que tenho um Neto que é muito parecido com você! E faz muito tempo que não o vejo.

Ao ouvi-la dizer isso, fui tomado por uma emoção e tive vontade de abraçá-la:

- Bom, se olhar pra mim faz à senhora Matar um pouco a saudade que sente do seu neto,
então vem cá e me dá mais um abraço!



Após a rasgação de seda entre Dona Ernestina e Eu, fiquei sabendo – pela boca dela – que ela não morava de fato em RIO DO CAMPO. Apenas estava visitando a família.

Contou-nos também que viera de Táxi de Jaraguá do Sul, o que deixou a todos estarrecidos – posto que Rio do Campo fique mais ou menos uns 250 km de Jaraguá.


- Pois é, não tinha ninguém pra me trazer, então pedi um táxi mesmo! Contou-nos com um sorriso nos lábios (mesmo depois de desembolsar R$ 200 para chegar até RIO DO CAMPO e mais R$ 200 que estavam guardados para a volta).



Ficamos todos pasmos. 400 Pila só para – nas palavras dela – “dar uma passeada”.



Nesse momento lembrei dos caninos de ouro de Dona Ernestina e me tranqüilizei - Alguém que usa OURO no lugar de dentes não deve sentir tanta falta de dinheiro assim...

Pensei em lhe Cobrar dez Pila por cada abraço que ela resolvesse me dar dali em diante, já que eu lhe ajudava com a saudade do neto, mas, meu coração se deixou levar pela sua simpatia e Humildade, e essa idéia logo foi substituída pela ajuda que ela me dava com relação às saudades que tenho de minhas avós.



Estávamos Quites, embora ela tivesse mais dinheiro na carteira que eu.



E é isso que me impressionou na simpática Velhinha, a capacidade dela de valorizar a vida! Quando perguntei se ela não achava Caro o preço que ela pagava pra poder ver a sua família, ela me respondeu sem titubear:


- Dessa vida nós não levamos nada, mas, deixamos alguma coisa, e se eu puder deixar pra minha família a certeza de que eu os amei de verdade, pra mim tá ótimo!


Com uma resposta dessas tudo o que pude fazer é ficar calado e apreciativo...


“É, a vida vale a pena quando a alma não é pequena! “



E com certeza essa lição de Dona Ernestina estará comigo pra sempre! Assim como as belíssimas paisagens de RIO DO CAMPO:






...Isso é só um pouquinho das 543 fotos que eu tenho de lá! Rá!

3 comentários:

Nina... disse...

Que querida Dona Ernestina!!!
Paro e penso q se o mundo fosse mais povoado de seres assim..seria Mais bonito viver!
Meu beijo!
Nina

florzinha disse...

pois é:
de 543 fotos só nos mostrou tres?
mas....bom....
o melhor mesmo são as lembranças,
fotos se apagam ou se rasgam,mas..
lembranças são as que ficam realmente..

CAMALEÂO no AQUÀRIO disse...

Camaleão para florzinha:

É por que eu sou egoísta, Rá!!

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Um Camaleão dentro de um Aquário...Ou, numa linguagem mais Denotativa, alguém que Vive uma flexível versão de Si mesmo. Não morreria por quem sou agora, mas, talvez, por quem poderia vir a ser amanhã... Dentro do Aquário, quer dizer que estou dentro da VIDA....Quer dizer que VIVO! E este Blogue, nasceu com o único propósito de Descarregar algumas das minhas Ilusões, dos pensamentos, dos contos que Pairam pela minha Mente, das coisas que já fiz...Enfinx, é uma mistura de Diário da vida com Um diário de uma imaginação...